Bora Corrê!

Início » Corridas de rua

Arquivo da categoria: Corridas de rua

Comparativo entre Strava e Endomondo

     Diante de tantos aplicativos existentes, a idéia é mostrar e facilitar na escolha do aplicativo para monitorar seus treinos e/ou atividades físicas.

     Vinha utilizando o Endomondo desde 2013, quando em Maio último, percebi que os treinos desde que comecei tinham sido removidos e isso me fez mudar para o Strava. Vale destacar que as versões utilizadas foram as gratuitas existentes na Play Store. 

Strava

DSC_9633

Strava iniciando um treino

     Para o treino, não precisa de conexão com a Internet. 

     O GPS é ativado automaticamente.

     Permite monitorar apenas corrida ou pedalada, mas no site, permite trocar por uma descrição mais adequada, como caminhada, crossfit, treinamento com peso e até ioga. Existe uma lista bastante abrangente.

     Ao parar o treino, o próprio faz a pausa e retoma automaticamente.

     Permite remover o treino.

     Após o treino, oferece o traçado do percurso, a distancia, o ritmo médio, o tempo gasto, o ganho de elevação, as calorias gastas, compara o treino com os anteriores, mostra a estatística a cada km do ritmo e da elevação. Permite compartilhar com as redes sociais. 

     Para sincronizar os dados do treino com o site precisa de conexão com a Internet.

     O site apresenta os seguintes dados: melhores resultados, o tenis usado no treino (previamente cadastrado), mostra o ritmo em qualquer ponto do percurso, mostra o controle de treinamento que é um resumo dos treinos da semana. Se o treino foi uma pedalada, permite que aponte a bike utilizada (previamente cadastrada). Oferece também, gráficos para análise de seu treino. Confira ! 

DSC_9635

Strava mostrando como foi o treino

 Endomondo

DSC_9622

Endomondo pronto para iniciar um treino

   Para o treino não precisa de conexão com a Internet.

   O GPS é ativado automaticamente.

   Permite descartar ou retomar o treino.

   Permite monitorar todos os esportes que se imagina, até esgrima, caminhada no gelo, mergulho, parapente, etc.

   Permite compartilhar o treino com as redes sociais.

   Durante o treino, dá avisos de distancia e ritmo a cada km percorrido, além de avisar a falta e a recuperação de sinal do GPS.

   Após o treino, oferece o traçado do percurso, a duração, a distancia, os ritmos médio e máximo, as velocidades média e máxima, as calorias queimadas, a hidratação, as altitudes mínima e máxima, o aclive e o declive, uma estatística de tempo e do ritmo a cada km percorrido.

     Permite adicionar foto, compartilhar com as redes sociais, incluir um comentário pessoal. E para concluir, mostra a avaliação do treino com os anteriores.

     O site apresenta os seguintes dados: mostra todos os treinos realizados no mes, permite editar cada um dos treinos, permite anexar fotos ao treino, permite remover o treino da planilha, oferece estatísticas de distancia, tempo e calorias gastas.

     Além disso, o site mostra gráficos de ritmo x tempo ou distancia e também permite que voce cadastre suas rotas. Existem outras funções que poderão ser exploradas no site, mas o básico está aqui descrito da forma mais clara e sucinta possível.

DSC_9631

Endomondo mostrando o traçado do percurso apos o treino

     Num futuro próximo, usarei as versões premium desses aplicativos. Aguardem.

Fontes: Strava e Endomondo.

Traçado de 1 km da pista de Cooper do Parque da Independência

     O percurso que tem 1 km na pista de Cooper do Parque da Independencia é este, conforme o Strava.

image001      

ou

image001.png

     Foi diante de um comentário feito pela Flávia Costa em 17/10/2016 que resolvi confirmar o percurso de 1 km neste parque que é bastante agradável, oferecendo pistas variadas entre terra, asfalto e calçada. Lembrando que o parque fica aberto das 5 da manhã até as 8 da noite.

     Para isso, usei os aplicativos Strava e Endomondo. Na primeira volta que foi a maior, usei o Strava que apontou 1,3 km e na 2a volta, usei o Endomondo que apontou 1,3 km, também. Vejam o percurso que fiz.

 image001.png

 ou

image001

    E na 3a volta, fiz um traçado menor e cheguei no 1 km conforme as duas primeiras figuras acima. Agradeço a Flávia Costa pela contribuição.

Fonte: https://www.strava.com

 

Strava

     No treino de hoje na pista de Cooper do Ibirapuera foi um intervalado de 8 km. Nos primeiros 1500 metros, fiz 100 m por 200 m, nos 1500 seguintes, fiz 100 m por 300 m e nos demais 5000 metros, fiz 50 m por 50 m. Conforme as marcações a cada 100 metros da pista, fiz 8,0 km, mas o aplicativo apontou 7,2 km, erro de 10% o que é satisfatório.

Fonte: site https://www.strava.com/dashboard

      

 

Em busca de um novo aplicativo para monitorar meus treinos

 

 

     Depois da surpresa de ver meus treinos serem removidos do site do Endomondo, estou em busca de um outro aplicativo. Há algum tempo atrás, experimentei vários como o Strava, o Runtastic, Runkeeper, MyRun, etc. Em princípio, vou usar novamente o STRAVA. Aguardem os próximos treinos. Abraço.

 

 

 

Fotos

     Quer ver fotos desde 2008 ? Clique em Fotos da página inicial e em Fotos desde 2008 e role e veja muitas fotos.

dsc_9339  dsc_9360  dsc_9211dsc_7118  DSC_0007  image001

DSC_0416  DSC_0481  DSC_3693

Fotos de Wilson Takeo

Sarcopenia

     Conforme a “Revista Pesquisa em Fisioterapia de Abril de 2014” estudos recentes definem a Sarcopenia como a redução de massa muscular, a redução de força e a piora do desempenho físico, podendo atingir pessoas jovens e idosas.  Há algum tempo atrás, era vista apenas como parte do processo de envelhecimento de todo idoso. Porém, poderá atingir também aquelas pessoas que tem um estilo de vida inadequado.

     Mas, ocorre que quando uma pessoa é ativa em atividades físicas adequadas, esta com certeza terá qualidade de vida invejável pois poderá retardar os efeitos da Sarcopenia.

     As formas de tratamento para quem tem Sarcopenia são treino de exercícios de resistência progressiva e exercícios aeróbicos, além de uma nutrição adequada do ponto de vista calórico, proteíco e de quantidade de vitamina D. 

     Em uma consulta em Dezembro com a nutricionista, esta recomendou que a musculação fosse mais regular na minha planilha de treinos. Já vinha fazendo de forma irregular, com pouca intensidade e poucos tipos de movimentos. Recomendou-me a procurar ajuda de um professor de educação física. Este será o assunto do próximo post “Como a musculação contribui para o desempenho de um atleta”.  Aguarde !

Fonte: Revista Pesquisa em Fisioterapia (nro de Abril de 2014)  

Fonte: Revista Pesquisa em Fisioterapia. 2014 Abr;4(1):62-70

Treinos com novo Limiar Anaeróbio

    Até Novembro passado vinha correndo na faixa máxima de 160 BPM. Porém, estava cansando bastante por conta dos treinos sem uma aparente causa. Conforme o acompanhamento da cardiologista, fui fazer um teste ergoespirométrico. O resultado apontou que meu limiar não era mais 162 BPM e sim 138 BPM !!! O motivo era esse que a cardiologista observou nos gráficos dos exames. 

     E para correr com esse limiar foi um grande desafio, pois não conseguia correr. Era só um trote por um percurso muito curto, coisa de 100 a 150 metros. Tive que me adaptar. Depois de quase 3 semanas, testando e experimentando, cheguei a esta planilha. Vejam:

       2a feira  –  Intervalado entre caminhada e trote a cada 100 metros  –  40 a 50 minutos.

       3a feira –  Caminhada de 40 minutos

       4a feira  –  idem 2a feira

       5a feira  –  descanso

      6a feira  –  idem 2a feira

      Sábado  –  pedalada de 10 km

     Domingo  –  descanso

     Ao longo da semana, 2 sessões de musculação de 15 a 20 minutos, uma para os braços e outra para as pernas.

     Conforme o registro no Endomondo, as estatísticas ficaram assim.

 image002

image001